terça-feira, 28 de julho de 2015

MERCADO E A INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL

Nasce na cidade de Vitória da Conquista - BA, GÊMEOS fecundados por inseminação artificial

Foto de divulgação


              O nascimento de gêmeos no Hospital Municipal Esaú Matos é um acontecimento corriqueiro. Mas a entrada de uma gestante na madrugada desta segunda-feira, 27, no setor de Obstetrícia, mereceu destaque. A professora Edvanda Machado Silva, 44, veio de Brumado para ganhar seus dois filhos em um hospital particular de Vitória da Conquista. 

                Era o primeiro parto dela, que só conseguiu engravidar por inseminação artificial. Por presumir que o parto necessitaria de cuidados especiais, o primeiro hospital negou atendimento e antes de dar entrada no Esaú Matos, a professora ainda passou em outra unidade de pronto-atendimento, mas não foi assistida por não haver obstetra de plantão.

                  “Ficamos de madrugada rodando pela cidade quando Deus nos iluminou a vir para o Esaú. Quando chegamos na porta, o segurança disse: ‘pode entrar’. O que mais me impressionou foi a recepção: nota dez”, disse emocionado o pai das crianças, Gildásio Guilhermano da Silva, 48, que, contendo as lágrimas, prosseguiu: “Lutamos para ter esses filhos. Essa foi a terceira tentativa e agora, graças a Deus, conseguimos. Pra mim, esse hospital aqui não tem o que falar”. No fim da manhã, Edvanda deu à luz a Davi que como o próprio nome diz é “querido” e a Gabriel que significa “homem forte de Deus”. Os meninos nasceram com 36 semanas, pesando 2.400 e 2.050 quilos, respectivamente.


                    O parto cesário foi feito por Dra. Carla Cristiane de Oliveira Pinheiro, diretora técnica operacional do Esaú Matos, sem nenhuma intercorrência, não precisando portanto da UTI Neonatal. “O que a gente contou aqui foi com o apoio moral, a boa vontade de todo mundo, porque fomos bem recebido. O hospital deu muito apoio pra gente e graças a Deus estou com meus dois meninos aqui e com saúde”, declarou a genitora que poucas horas depois da cirurgia já estava com seus filhos.

Inseminação Artificial
"A Inseminação Artificial, também conhecida por Inseminação Intrauterina, consiste na colocação de uma amostra de esperma, preparada previamente no laboratório, no interior do útero da mulher a fim de aumentar o potencial dos espermatozoides e as possibilidades de fecundação do óvulo. Desta forma, tratamos de diminuir a distância que separa o óvulo e o espermatozoide, e facilitar o encontro dos dois."

Fonte: Iv - Fertilidade

Postar um comentário

Recado