quarta-feira, 15 de julho de 2015

MERCADO DE TURISMO

                                                 Frio que pede para ficar
Poços de Caldas: Praça do Relógio

 A Chegada do inverno 'aquece' o mercado de turismo no Sul de Minas
Poços de Caldas e Extrema também são roteiros na estação mais fria.

                             Uma das cidade que já começa a sentir os efeitos do inverno é Poços de Caldas (MG). Com uma extensa rede hoteleira, o município encerra junho lotado de visitantes. Em um dos hotéis mais tradicionais da cidade, conseguir uma data em um dos 222 apartamentos está cada dia mais difícil.

As Thermas Antônio Carlos.
                             "As águas quentes e sulforosas atraem muito os turistas nesta época do ano", conta a chefe de serviços termais, Jussara Marques Oliveira Marrichi. "Em média recebemos cerca de 2,5 mil pessoas por mês. Agora em julho a procura pelos serviços, como os banhos terapêuticos e os tratamentos faciais e corporais, aumenta bastante e tivemos que antecipar o período de agendamento", diz.

Frio que pede para ficar

                                     A  queda  nas  temperaturas  aliada  às  paisagens naturais e às comidas típicas são um chamariz para viajantes de todo o país. O período, que coincide com as férias escolares, também permite que muitas famílias, vindas de grandes centros urbanos, procurem lugares mais tranquilos para descansar. É nesse público que empresários e investidores da região estão de olho.

Fonte: G1


Dentre outros pontos turísticos estão: Praça do Relógio; Fonte dos Desejos; Recanto do Japonês; Véu de Noivas, etc.
Postar um comentário

Recado